sexta-feira, 27 de junho de 2014

[Resenha] O lado mais sombrio



Título: O Lado Mais Sombrio
Série: Splintered
Autor: A.G. Howard
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368
Ano: 2014
Nota:
Sinopse: Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas.Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas.Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...

~~~~~~~~~~~~~~

O Lado Mais Sombrio é o primeiro livro da série Splintered, da A.G. Howard e publicada pela Editora Novo Conceito. Nele nos é apresentado a protagonista Alyssa, que é tataraneta da Alice Liddel, cuja aventura se tornou inspiração para o clássico Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll, por esse motivo ela é alvo de chacota na escola. Além disso, ela OUVE insetos e plantas (isso mesmo! :o) por causa de uma maldição trazida na família que atinge apenas as mulheres que vieram depois da Alice. Essa maldição causou a internação psiquiátrica de todas as suas ancestrais, até a de sua mãe Alisson, que foi internada após um acidente ocorrido na infância de Alyssa.
Alyssa, tem um melhor amigo chamado Jeb, ela nutre um amor de anos por ele, mas parece que ele a vê mais como uma irmã, sempre querendo protegê-la. Além disso ele tem namorada, que é (lógico) a maior inimiga da Alyssa. Dentre alguns acontecimentos ela começa a sentir uma presença envolvente, que acaba levando-a à procura da passagem para o País das Maravilhas, ou seja, a toca do coelho e acidentalmente ela carrega Jeb junto *tchanam*, com o objetivo de reparar os erros cometidos por Alice no País das Maravilhas. Podendo com isso, resgatar sua mãe do sanatório e mudar o rumo da sua própria vida, definitivamente.
Fazendo jus ao título, O lado mais sombrio, o submundo não tem nada a ver com o mundo colorido retratado no clássico de Lewis Carroll, o coelho branco será branco mesmo? Lá ela encontra o sexy e intrigante Morfeu, que a guiará nessa empreitada. Em meio a sua aventura ela acaba descobrindo que as aparências enganam e que ela não era a pessoa que sempre pensou ser.
No começo a Alyssa me pareceu muito perdida, querendo fugir de tudo e de todos e até de si mesma, ela mascarava as semelhanças que tinha com a mãe, queria fugir dos sussurros dos insetos e plantas (isso até dá para entender). Em uma tentativa de calar sua loucura, ela produz mosaicos com os insetos que captura e “silencia” (se é que me entendem haha) e anda de skate ouvindo seu IPod. Mas durante sua jornada é muito nítido o amadurecimento dela. E posso afirmar que no fim, ela é uma pessoa, se não completamente, muito diferente daquela Alyssa insegura do começo. Apenas em alguns momentos sua impulsividade me irritou. Ela é uma personagem espetacular, soube mostrar o lado sombrio que todos carregamos escondido.
Agora, o Jeb *suspiro*, amigo leal, carinhoso, protetor e corajoso (Quer mais o que?). Se jogou em uma aventura sem pé nem cabeça apenas para proteger a amiga *suspira de novo*, cara marrento e com o piercing no lábio, lindo e perfeito. Em alguns momentos ele é protetor demais e querer decidir a vida da Alyssa, o que ela pode ou não fazer e onde ir. Mas na maioria do tempo, ele era o amigo que todos querem ter. 
Morfeu, não defini meus sentimentos por ele, porque é uma montanha-russa de emoções, em um momento você ama, no segundo seguinte quer esganar e vice-versa haha um homem inteligente, misterioso, sarcástico, carismático e sem escrúpulos, sempre conduz a situação a seu favor. E ele rouba a cena diversas vezes no decorrer da trama.
Não podia faltar o famoso triangulo amoroso né? Eu achei que ele foi muito bem construído e mais importante envolveu o leitor, o que eu achei muito legal, porque você fica dividida junto com a protagonista (BRILHANTE, a autora foi brilhante *o*). Não temos um fechamento desse triangulo então pode ser que nos próximos livros possa mudar (quero muito saber com quem ela fica no final OMG).
A autora conseguiu inserir todos os personagens marcantes do clássico, em papéis extremamente importantes, O Gato de Cheschire, a Lagarta, o Coelho Branco, o Chapeleiro Maluco, a Rainha Vermelha e até o exército de cartas, ela conseguiu dar um papel importante até para os mariscos do mar. Incrível. E ao mesmo tempo recriá-los, transformar os personagens em criaturas completamente bizarras e tenebrosas, mesclando partes de animais, ou animais com plantas.
Eu simplesmente amei a narrativa da autora, fluiu muito comigo, eu me surpreendia ao final de cada capítulo, a trama corre a velocidade da luz. Migrando da aventura ao mistério num piscar de olhos, somando romance, ação e os enigmas, tornou a trama muito rica, com ótimos diálogos.
As descrições ficaram fantásticas, cada personagem, cada lugar dá para imaginar com muita exatidão, a árvore, o letreiro luminoso, tudo (pelo menos eu consegui rs). Sua criatividade é inacreditável, muitas reviravoltas e acontecimentos que jamais se poderia imaginar. 
A diagramação é fantástica, a cada começo de capítulo há ornamentos na margem da página com folhas que ficaram muito bem casados com a trama, a fonte escolhida também amei, principalmente a fonte dos títulos. A capa, eu me a-pai-xo-nei pela capa, a modelo, junto com os elementos sobrepostos deram a capa um ar de fantasia e as cores encaixaram perfeitamente, tenho que admitir que a primeira vez que vi esse livro eu quis ele desesperadamente por causa da capa, então fui pesquisar sinopse e opiniões e me encontrei em uma necessidade tão grande de ter esse livro que quase enlouqueci, pronto desabafei.
Em relação a erros ortográficos, coisinha de letras trocadas, nada muito sério, super dá para entender, não me deparei com nenhuma frase que você não conseguisse ler com facilidade.
Enfim, é uma trama super rica em todos os sentidos possíveis e imagináveis, a personalidade dos personagens é muito bem escrita e fundamentada. Foi um livro que me surpreendeu totalmente, nunca imaginaria nada como aconteceu, foi infinitamente melhor do que eu imaginei. Se vocês procuram uma aventura completamente louca, um mundo totalmente novo, leiam O lado mais sombrio!

Cinco estrelas com certeza!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Sua participação é muito importante para nós.

Navegue

Tecnologia do Blogger.

Receba as novidades

Seguidores

Translate

Google+

Releia

FanPage

Julliany está lendo:

VEP no Twitter